A Perda (GC1Y1R9)

A ribeira de Amiais, deixou-nos, entre outros, 2 aspectos típicos
da paisagem cársica, Perda/Ressurgência.


A Perda

A ribeira de Amiais depois de receber
as aguas das nascentes temporárias na base do Maciço Calcário
Estremenho, no planalto de S. António, e de atravessar a região de
Monsanto é interceptada por um bloco de rocha calcaria, já perto da
nascente do rio Alviela. Aproveitando as fissuras deixadas na
rocha, resolve continuar a “direito”, entrando num
Sumidouro/Perda e abrindo caminho pelo interior do
bloco, tornando-se uma ribeira subterrânea, onde constrói, com a
força da agua, um território rico em galerias, durante milhares de
anos. Numa segunda fase, parte deste bloco abate, e o tecto das
galarias colapsa, formando um corredor exposto à luz do Sol,
canhão fluvio-cársico. No início desse
corredor, a ribeira emerge a superfície um pouco mais cedo, na
Ressurgência, o nível das aguas é alterado. Continua o seu processo
de erosão, na base do canhão fluvio-cársico, formando variadíssimas
marmitas, deixando para trás um conjunto de
grutas laterais, a um nível superior, expostas a num dos lados do Canhão, actualmente secas.
Tanto na Perda como na
Ressurgência estão presentes vários níveis do
leito da ribeira que ocorreram ao longo de milhares de anos. A
ribeira de Amiais acaba a viagem no rio Alviela, a poucos metros a
Sul sua Ressurgência.

Pg. 139 do Livro “Maciço
Calcário Estremenho” de Alfredo Fernandes Martins

Mapa geológico do Maciço Calcário Estremenho
(adaptado de Manuppella et., 1985)

Sumidouro ou Perda:
Abertura natural que comunica com uma rede de galerias pela qual um
curso de água entra no subsolo, deixa de estar à superfície. Se
entrar no subsolo verticalmente tem a designação de sumidouro, se
entrar horizontalmente tem a designação de perda. (os ponor ou algares podem servir de
sumidouro). Quando têm tampões de neve ou gelo têm o nome de
Tesereft.

Ressurgência:
Nascente de um rio que previamente entrou num sumidouro e emerge
para o exterior.

Exsurgência:
Nascente, em hidrografia, é o local do
qual se inicia um curso de água (rio, ribeira, ribeiro, ribeirão,
córrego), seja grande ou pequeno. São áreas ou pontos de descarga
dos aquíferos.

Sumidouro / Nascente /
Sumidouro
: Estão identificados para cima de uma centena de
sumidouros em todo o Maciço Calcário Estremanho, e parte deles,
dependendo da altura do ano, deixam de ser Sumidouros e passam a
ser Exsurgências, quando o nível das águas no interior do aquífero
sobe e varias nascentes ficam activas, temporariamente, por vezes
formando à superfície grandes lagos. Exemplo destas dualidade, era
o contacto entre a ribeira de Amiais e o rio Alviela, localizada no
inicio do canhão fluvio-cársico, actual desactivado por um dique,
para evitar a contaminação das aguas da nascente do rio Alviela
pela ribeira de Amiais, que se encontra poluída.

Earthcache

Início do caminho pedestre:
N39º 26.698 W008º 42.725

Esta earthcache leva-nos inicio do
caminho pedestre que tem que percorrer para encontrar a perda e a
ressurgência, mais importantes do País, ponto X e Y. O Caminho está
devidamente assinalado, não ultrapassar as barreiras de madeira e
não entrar nas grutas.

AVISO: No Inverno, poderá se tornar um pouco
escorregadio a descida a um dos pontos.

Terão que introduzir no GPS as
seguintes coordenadas, X e Y, a cada uma delas corresponde a
Perda e a Ressurgência. A
distancia entre estes 2 pontos -/+ 160m em linha recta.

X = N39º 26.759 W008º
42.805
Y = N39º 26.765 W008º
42.926

Para logar esta cache terão que
responder ao seguinte e enviar as respostas para o email:
gostefenmickimi@gmail.com

  1. Em qual dos pontos X ou Y corresponde a Perda,
    ou Ressurgência?
  2. Na Ressurgência, (ponto X ou Y), virados para a entrada da
    gruta, calcula a distância do tecto da gruta ao 1º nível do leito
    da ribeira, actualmente seco. (dica:comunicação para outro conjunto
    de grutas laterais). Não é necessário medir directamente, nem de
    entrar na gruta.
  3. Tirem uma foto com o vosso GPS, junto do Perda, vista exterior
    e coloquem no vosso log.

Nota:
As grutas no Parque natural da Serra Aire e Candeeiros, assumem um
papel importante como locais de abrigo de cerca de 11 espécies de
morcegos. Estes são animais muito sensíveis a todo o tipo de
perturbação e verdadeiramente importantes do ponto de vista
ecológico, dado que fazem um controlo eficaz das populações de
insectos (cada animal ingere por noite, cerca de metade do seu
próprio peso em insectos, logo, esta cache deve ser realizada no
maior SILÊNCIO possível e não devemos entrar nas grutas.

Espécie rara de morcegos existente na
Lapa Canada, que comunica com a rede de galerias entre o
Sumidouro e Perda da ribeira de
Amiais, situa-se a meio caminho destes dois pontos, no
Alviela.
Fonte: http://static.publico.clix.pt/homepage/infografia/ciencias/morcegos/

Evitar o contacto com a agua da
ribeira de Amiais, encontra-se poluída.

Agradecimentos:

  • António Menezes e João Ribeiro, geólogos, pela ajuda na
    compreensão deste aquífero.
  • Ao programa do Ciência Viva no Verão que me mostrou este
    local.

Referências:


Loss

The stream of Amiais, left us, among
others, 2 typical aspects of karst landscape, Sink
and Resurgence.

The Stream of Amiais
after receiving the waters of the springs in the temporary base of
Estremanho Limestone Massif and cross the region of Monsanto is
intercepted by a block of limestone rock, near the headwaters of
the river Alviela. Taking advantage of the cracks in the rock
resolves to continue to “right”, entering into a sinkhole and
paving the way to the interior of the pack, becoming an underground
river, where it builds on the strength of water, a territory rich
in galleries, over thousands of years. In a second phase of this
block slaughter, and a ceiling galarias collapses, forming a chall
exposed to sunlight, karst canyon. Earlier this hall, the river
emerges from the surface a little earlier in Ressurgengia, the
water level is changed. Continues its process of erosion at the
base of karst canyon, forming an extensive range teteras, leaving
behind a series of caves side at a higher level, exposed to this in
karst canyon currently dry. Both Sink as are present in Resurgence
several levels of stream bed that occurred over thousands of years.
The stream of Amiais ends the journey on the river Alviela, a few
meters from its resurgence.

Sink or Loss is a
natural opening that communicates with a network of tubes through
which a current of water enters the basement, no longer on the
surface (the grotto ponor or may serve as a sink). When you have
caps of snow or ice are named Tesereft.

Resurgence: Source
of a river that had previously entered into a sinkhole and emerges
to the outside.

Spring: Rising in
hydrography, is the location from which starts a watercourse
(river, creek, brook, creek, stream), whether big or small. Are
areas or points of discharge of the aquifers.

Sink / Spring /
Sink:
Are identified upwards of a hundred sinks throughout
the Limestone Massif Estremanho, and part of them, depending on
time of year, no longer sinks and become springs, when the level of
water within the aquifer rises and various sources are active,
temporarily, sometimes forming large lakes on the surface. Example
of this duality, was the contact between stream of Amiais and river
de Alviela, located at the beginning of the karst canyon, now
disabled by a bund to prevent contamination of the waters of the
river Alviela, by Amiais, which is badly polluted.

Earthcache

Beginning of the pedestrian:
N39º 26.698 W008º 42.725

This leads us Earthcache beginning of
the pedestrian path that has to go through to find sinks and
Resurgence more important country. Path is clearly marked, no
barriers of wood, not enter the caves.

WARNING: In winter, you can become a bit slippery
descent to one of the points.

Will have to introduce in the following the GPS coordinates, X and
Y, each of which corresponds to the Sink and
Resurgence. The distance between these 2 points
-/+ 160m straight.

X = N39º 26.759 W008º
42.805
Y = N39º 26.765 W008º
42.926

To log this cache will have to answer
the following questions and send answers to the email:
gostefenmickimi@gmail.com

  1. In which of the points x or y corresponds to the Sink and the
    Resurgence?
  2. Resurgence (point x or y), facing the entrance of the cave,
    calculates the distance from the ceiling of the cave to the 1st
    level of the stream bed, now dry. (hint: communication to another
    set of caves side). need not be measured directly, nor to enter the
    cave.
  3. Send me a picture with your GPS, the location of the Sink?

Note:
The caves in the Parque Natural da Serra Aire and Candeeiros, play
an important role as shelters of about 11 species of bats. These
animals are very sensitive to any type of disturbance and truly
important ecologically, since they make effective control of insect
populations (each animal eats per night, about half its own weight
in insects, so this cache should be held in the highest possible
silence and should not enter the caves
. Avoid contact with the
water of the river Amiais, is badly polluted.

not recommended at night not wheelchair accessible not stroller accessible camping available picnic tables available restrooms available drinking water nearby

Ver mais…

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s